#HoraDaNatureza

Em 1972, em Estocolmo, na Suécia, durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o Dia Mundial do Meio Ambiente, que passou a ser comemorado todo dia 5 de junho. A data foi escolhida por coincidir com o dia de realização dessa conferência e tem a finalidade de chamar a atenção da população para os problemas ambientais, bem como ressaltar a importância da preservação do meio ambiente e dos recursos naturais.

Cada Dia Mundial do Meio Ambiente possui um tema, que ressalta uma preocupação ambiental urgente. O mote de 2020 é a biodiversidade com a #HoraDaNatureza. E cada comemoração anual tem um país anfitrião diferente, onde as celebrações globais oficiais acontecem. Neste ano, a Colômbia sedia os eventos, nesta sexta-feira, dia 5 de junho, mas de forma online, devido à pandemia da Covid-19.

“É um apelo à ação global para combater a crescente perda de espécies e a degradação ambiental, além de chamar a atenção para a relação entre a saúde humana e a saúde do planeta”, publicou a ONU. “A crise da Covid-19 evidenciou que, ao destruir a biodiversidade, se destrói o próprio sistema que sustenta a vida humana. Ao perturbar o delicado equilíbrio da natureza, são criadas as condições ideais para a propagação de patógenos – incluindo os diferentes tipos de coronavírus”, ressaltou o órgão.

O homem é responsável por diversos impactos ambientais que afetam drasticamente o planeta e, consequentemente, sua própria existência. Muitos não têm consciência disso, não sabem que a total degradação ambiental acabaria com qualquer tipo de vida na Terra, inclusive com a dos seres humanos.

Ultimamente, ouvimos falar tanto sobre sustentabilidade. Na prática, representa promover a exploração de áreas ou o uso de recursos planetários (naturais ou não) prejudicando o menos possível o equilíbrio entre o meio ambiente e as comunidades humanas. Isso é possível, sobretudo nas atividades altamente impactantes. O interessante é que podemos ser sustentáveis individualmente e, mesmo assim, ajudar a resguardar a vida em nosso planeta e os recursos naturais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.