Termina às 23h59 desta terça-feira (30) o prazo para a entrega da Declaração do Imposto de Renda

O prazo para a entrega da Declaração do Imposto de Renda (IR) 2020 acaba às 23h59 desta terça-feira, dia 30 de junho. Após esta data, o contribuinte que apresentar a declaração terá de pegar uma multa pelo atraso. Lembrando que o envio teve início em 2 de março e terminaria no dia 30 de abril, porém, devido ao avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil, o Leão prorrogou a data por 60 dias.

Quem é obrigado a declarar?

Estão obrigados a apresentar a declaração anual referente ao exercício de 2020 os contribuintes que receberam rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70, e, em relação à atividade rural, obtiveram receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50, além daqueles que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00.

Também estão obrigadas a apresentar a declaração as pessoas que efetuaram doações, inclusive em favor de partidos políticos e candidatos a cargos eletivos; obtiveram, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas; tiveram, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00.

Como entregar a declaração?

A Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF) pode ser feita através do computador, utilizando o programa disponibilizado no site da Receita ou pela interface do Portal e-CAC mediante a utilização de certificado digital. Outra opção é a utilização do aplicativo “Meu Imposto de Renda”, caso o contribuinte opte por fazer sua declaração através de dispositivos móveis. É possível ainda fazer a declaração em um escritório de contabilidade. O Programa Gerador da Declaração (PGD) está disponível para download desde o dia 20 de fevereiro.

Mudanças

Neste ano, a Receita exige o número do recibo da declaração anterior para os contribuintes titulares e seus dependentes que, no ano-calendário 2019, alcançaram rendimentos sujeitos ao ajuste anual igual ou maior que R$ 200.000,00.

 

 

Foto: Ilustrativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.